26 julho 2014

Cama compartilhada: quando um carinho se torna um problema.

Chamego? Carinho? Acomodação? Pra mim, é isso tudo com querer estar perto! A verdade é que deixar a criança dormir com os pais tem seu lado ruim sim, pois fazer com que a mesma volte a dormir no berço, ou na caminha é complicado.
Caio dormia no berço quando nasceu, más quando estava com os 6 meses, ele começou a dormir conosco. De início era por acomodação, ele dormia e ficava la mesmo. Depois foi por amor , não conseguia deixar ele dormir sozinho, podendo deixar ele comigo, abraçado a mim. Quando ele fez um ano, decidimos, eu e o pai dele, que ele voltaria pro lugarzinho dele. Nem seria tão ruim assim, é o mesmo quarto, ele iria ficar de boa... HAHAHA, sabe de nada inocente!!! Chorou horrores, e eu nem tive mas coragem de colocá-lo de volta lá.
Porém, agora é um pouco mais diferente... Ele ta com 1,9 já. Precisa ir pro berço, PRECISA!
E eu vou começar hoje com uma nova rotina... aos poucos venho contando como esta sendo. Deus nos ajude!
Iremos dividir a cama outras vezes sim, mas antes eu preciso que ele saiba onde é o lugar certo.  E que a cama dos pais,  é a cama dos PAIS,  a qual uma vez ou outra,  ele pode "visitar"...
Vocês já passaram por este processo?  Como foi?  Quero dicas!!!

" Seus comentários me motivam para continuar... Deixe seu recado, expresse seu carinho e sua opinião!"

Quer entrar em contato?! ttxd_@hotmail.com / blogdocaio@hotmail.com 

                                                 

19 comentários:

  1. Thaty, a tentação é muita mesmo. Quem não quer um bebê quentinho e gostoso por perto.. E você falou muito bem: acomodação, amor, carinho. São motivos suficientes pra deixa-los pertinho da gente... Mas também você falou corretamente, a cama dos pais é a cama dos pais e as crianças precisam saber disso...

    Os pais precisam de privacidade sim... e pra falar a verdade a criança também.

    As vezes a resistência maior é da mãe e não da criança. É bem parecido quando tiramos o peito e queremos deixar os pequenos pertinho da gente.

    Maria foi aos 3 meses pro berço, mas antes disso só dormia no carrinho ao lado da cama.
    Foi uma luta sim.. chorava, dormia no peito da mamãe, dormia encostada no peito do papai, mas muito tempo com a gente no quarto a fazendo dormir...

    Mamou muito e isso a deixava dependente. Mas fico muito feliz de ter amamentado bastante.

    Acho que é legal (cada caso é um caso), fazer isso no incio. Levá-lo pro berço e se ele não deitar e dormir, ficar sentado à espera para pegar no sono, mesmo que esse processo demore um tempo. Quem sabe colocar um amiguinho (brinquedo ou bichinho- sem perigo de peças pequenas) no berço e falar que eles vão dormir juntos... amigos..etc etc..

    Mesmo que la ele não fique e só durma no colo, é importante quando dormir coloca-lo no berço pra ele ver que amanhece no berço e ir acostumando. Pode acordar de madrugada varias vezes, mas o costume, a rotina do seu quartinho o fará acostumar com certeza.

    Persistência é a melhor coisa nessas horas...
    O carinho sempre existirá...

    Um beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aii, muito obrigada pelas palavras!
      Persistência é tudo, realmente! Vou seguir suas dicas!

      Excluir
  2. Confesso que ainda compartilho a cama a noite quase toda e adoro, nada como dormir pertinho dele.

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Thaty, Bia dormiu no quarto comigo até os dois aninhos, não na minha cama, mas do meu lado. Quando mudei ela para o quartinho, já coloquei na mini cama,decorei o quarto do jeitinho que ela queria e todas as noites tínhamos uma rotina, eu sentava ao lado dela, contava uma história e ficava do ladinho até ela adormecer!! Claro que tinha dias em que ela chorava um pouquinho, eu ia para o quartinho dela e ficava lá. E até hoje rola o dia do ninho...rsrsr...marcamos uma noite pra ela dormir com a gente e é só diversão!!
    Sempre com muito carinho, vejo que está no caminho certo!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obg Mel, Caio não tem um quarto só dele, e esta sendo difícil. Imagina se fosse em outro?! Aiai...

      Excluir
  4. Thaty, o Miguel é bem ao contrário, eu custei, até ele fazer um mês a permitir que ele dormisse longe. Quando fez um mês, meu marido me "obrigou" a deixar ele dormir no berço, que é uma continuação da minha cama. AO meu lado, dormimos de mãos.
    Quando ele acorda para mamar, pois com quase onze meses ainda mama no peito de três em três horas, eu o puxo para cama. Tento mantê-lo dormindo comigo, mas ele não gosta. Começa a se mexer e chutar até que eu o coloque de volta no berço.
    Mas acredito que com carinho e paciência e rotina, em seguida conseguirás fazer com que teu gurizão de mais espaço ao casal, pois é importante não descuidarmos do casamento também. Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, o casamento é tão importante quanto!

      Excluir
  5. Engraçado ... eu nunca quis que a Luma dormisse com a gente! Não por falta de amor ou cuidados etc .. mas acho que tudo tem que ser do jeito certo desde sempre .. é o melhor para todos .. ela sempre dormiu no seu quarto .. usando sempre a babá eletrônica ... e hoje não temos problemas com ela pra dormir no seu quarto e todos ficamos felizes, confortáveis e mantendo a privacidade do casal .. coisa que deve ser preservada ... bjsss e boa sorte ... não desista que logo logo ele vai acostumar ... no fundo sem querer a gente acostuma eles mau com algumas coisas .. agora é ter paciência pra ele entender as mudanças ..

    Roberta Aquino
    Diário de uma Princesa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O bom de quem não acostuma a criança com nada é isso, não passa pelo problema de tirar depois.. . Isso é com qualquer outra coisa. .. bjx!

      Excluir
  6. Aqui aconteceu como aí, dormia no berço e depois é que veio para nossa cama. E nesse frio que tá em SP, aí é que fica difícil não compartilhar a cama!

    ResponderExcluir
  7. Sabe que sempre me policiei para não compartilhar a cama, pq eles se acostumam rápido e nós tbm e ao longo do tempo eles crescem e a cama diminui rsrsr
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E como, rsrs...
      Cadê meu bebê, cadê minha cama?

      Excluir
  8. Amiga aqui está sendo assim ultimamente, o pequeno dormia no berço mas quando teve pneumonia o colocamos para dormir na cama, pois tinha que dar os remédios e vigiar a respiração dele. Desde então não consigo voltar com ele para o berço, chora muito, não dorme e eu também acabo cansada, então deixo na minha cama. Mas preciso mudar isso. Dicas s]ao bem vindas, bjs
    Carlah Ventura - Intensa Vida

    ResponderExcluir
  9. Aqui vivemos de cama compartilha por anos ... e não vejo nenhum problema pois minha filha sabe que tem o quarto dela e ela pede para dormir lá e tudo certo, mas eu amooo!

    Beijos,
    Te espero no blog Mamãe de Salto

    ResponderExcluir
  10. Vivi esse dilema, agora 15 anos depois, posso falar da minha experiência, tentei várias vezes que meu filho dormisse na cama dele, no berço, sabe quando você quer manter um padrão correto, parece que é isso que a sociedade te impõe, o correto é o filho dormir no quarto dele e você sofre por que não consegue seguir o padrão, se eu soubesse o que sei agora não teria sofrido tanto, mas enfim quando meu filho fez 15 anos resolveu dormir sozinho, eu e o pai ficamos com cara de tacho, mas respeitamos e ficamos felizes pois no final deu certo, ele no momento dele estava preparado para ficar sozinho e nos aceitamos e ficamos orgulhosos de ver nosso filho crescer, no tempo dele, e graças a Deus por ter permitido ele ficar conosco ou nós ficarmos com ele durante esse periodo que eu sei não volta mais, acredite não vai voltar ele vai crescer eu espero que você aproveite esse momento tão gostoso de poder dormir com seu filho junto, pois vai acabar e não vai voltar. Com amor Eliane de Mello

    ResponderExcluir

Seus comentários me motivam pra continuar! :)